quarta-feira, 1 de agosto de 2007

- O livro do desassossego -

Nas relações entre uma alma e outra,
através de coisas tão incertas e divergentes
como as palavras comuns e os gestos que se empreendem,
são matéria de estranha complexidade.
Na própria arte em que nos conhecemos, nos desconhecemos.
Dizem os dois “amo-te” ou pensam-no e sentem-no por troca,
e cada um quer dizer uma idéia diferente,
uma vida diferente, até porventura,
uma cor ou um aroma diferente,
na soma abstrata de impressões que constituía atividade da alma.


Estou hoje lúcido como se não existisse." (...)

O LIVRO DO DESASSOSSEGO
Fernando
Pessoa

8 comentários:

windpill disse...

Oi Ana!
Tb adorei o seu blog.
Tão romanticooooo. ( legal!)
Ve se aparece mais vezes.
Bjão.

Danilo disse...

Estou hoje lúcido sei cada dia mais quem sou!!!!!! Linda!!!!!!

Gise_le disse...

Lindo!
Fernando Pessoa, adoro :)
Muito bonito seu blog!

Obrigado pela visita, sempre será bem vinda!
abraços

Fábio R. disse...

sentir é uma coisa mágica...

um verso que me chamou a atenção:
"Na própria arte em que nos conhecemos, nos desconhecemos"
Creio que já tinha lido essa poesia antes, mas nunca tinha parado e observado tal verso, a cada lado novo que se conhece de si, o desconhecer também cresce; talvez seja como um continente novo que se conhece, se descobre algo, mas sempre é um campo muito vasto para se explorar, então mais desconhecido passa a existir...

adorei o clima tranqüilo do blog... =)
beem "bastante paz para todos"

bjo!

Wanderson "Wans" disse...

Que a paz transborde nossos corações, com a lucidez de existir com alegria.

R Lima disse...

Encontrei teu blog no Windpill e vim te visitar...

Lindo seu espaço aqui.. e Fernando Pessoa é pura sintonia a meu desejo..

Veja o que lá postei dele [ http://oavessodavida.blogspot.com/2007/03/tabacaria-fernando-pessoa.html ]


Ah.. visita o AveSSo..



[ http://oavessodavida.blogspot.com/ ]

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Mr. Rickes disse...

Bem legal o teu blog!
Adoro o Fernando Pessoa + prefiro postar só poemas meus.
Falar de amor é diferente a cada decada.

0/

Dona Ju disse...

esse texto parece uma luva... credu


bjos!
Lindo blog!

:)