quarta-feira, 13 de julho de 2011

- Ausência... -


Aqui estou, assoprando minhas palavras para que cheguem em seu coração.

Quando eu era o dedo e você anel, as coisas se faziam mais simples...
A noite cai, corpos se iluminam pelo reflexo da lua.
Nessas noites sem fim, enxergo mais claramente.
Caem todas as minhas defesas tal como a roupa no chão.
Os beijos abafam o som da voz que teima em continuar o monólogo.
Em noites assim, que nossos medos são sufocados por desejos saciados, pelo querer mais.

Você já se foi há muito tempo. Eu é que não te larguei ainda.
Sua ausência dói, foi uma fase de delícias e prazeres,
melhor seguir sem pensar na dor, pois irá sempre doer mais e mais se lembrada, bom pensar, foi por causa dessa dor, que sobrou uma recordação de sabores.

Que liguem a alma ao amor, a saudade a você.
Sinto-me tão vazia quanto meu dedo sem o anel.
Durmo acreditando que pelo menos meus sonhos farão as pazes comigo.

~Ana Brunini.

31 comentários:

Kelly Christi disse...

belissima poesia. Mostrou sua sensiblidade em relação a dor de uma ausência...parabéns

http://www.pequenosdeleites.com.br

Kelly Christi disse...

corrigindo: sensibilidade

Lucas D.F. disse...

muito fofo o texto gostei do blog vou seguir se quiser retribui agradeço
http://meninos-cor-de-rosa.blogspot.com/

Rose disse...

''Que liguem a alma ao amor, a saudade a você.'' Lindo gostei mesmo!

João Alves disse...

Adorei todos os seus textos. Parabens! estou te seguindo. Escrevo poemas, poesias, e textos. me segue tbm.

indo

http://www.paradigmasdaspalavras.blogspot.com/

OGROLÂNDIA disse...

vão-se os anéis, ficam os dedos. neste caso o dedo sentiu a falta do anel.
há casos em que a pessoa se vai, mas fica sempre dentro da gente.

Dannielle disse...

Linda poesia...você escreve muito bem.
http://lerdetudo.blogspot.com/

♫ Angélica ♥ Kawai ♪ disse...

Lindo! Eu gostei sinceramente!

Marcio Santos disse...

"Você já se foi há muito tempo. Eu é que não te larguei ainda..."

É, pois é...
Adorei...

Bom final de semana!! =)
Bons ventos!

Marcus Alencar disse...

Por experiência própria, penso que quando você realmente ama alguém a distância é apenas fisica e, portanto, você sempre estará unido a ela de algum modo pois sua presença se faz sentir ali no coração. O anel pode ir mas o amor pulsa e circula em seu coração.

Robson Ojuarah disse...

belos versos, parabéns


se possível, visite meu blog

www.semente-terra.blogspot.com

Adriano Ferreira, CM disse...

as imagens, o layout, as cores, seus textos.... tudo nesse blog é de uma leveza, ficou bom de ver e ler. nessa época de poluiçao visual e textual, seu blog é como que um oásis donde se pode colher coisas boas.
vou seguir
abraço

Bersebah disse...

Ola moça!

Tens um blog bastante intenso, e ao mesmo temo suave.

Gostei de toda a intenção colocada aqui, de amor, e paz. O mundo carece bastante disso.
Você consegue exprimir bem essa necessidade.

É muito bonita a forma como aborda o assunto, procurando deixar para as pessoas um sentimento de carinho, faz nos sentir a vontade aqui.

Muito bom.

Abçs

Wendel aka Bersebah

Lucas D.F. disse...

o blog é muito bom de se ver

Érica disse...

Texto cativante, em alguns trechos consegui visualizar os meus próprios sentimentos... adorei: "Em noites assim, que nossos medos são sufocados por desejos saciados, pelo querer mais."
Parabéns pelo blog.

http://alma-feminina.blogspot.com/

Tati disse...

Uma tristeza que usa da beleza para se manifestar!

Wellington disse...

Amor e sonhos bons fazem falta mesmo. Melhor a cabeça cheia de pensamentos apaixonados que de saudades. Gostei muito do seu blog! ^^

Grande abraço! =)

http://neowellblog.wordpress.com/

Dimas Bertolucci disse...

Uau
Excelente qualidade do seu poema.
Parabéns!
Estou seguindo, segue de volta se gostar.
Abração!

http://villacosmetica.blogspot.com

Marcus Alencar disse...

Parabéns mais uma vez pelo poema que mostra de forma bonita o sentimento de amor pela pessoa ausente que, de certo modo, deixa marcas no coração como se ela nunca tivesse partido.
bjos

tarcio tavares disse...

Tão lindo as palavras descritas que procedem de nosso interior.Não importa o vocabulário, mas a sinceridade com qual é dita.Lindo post

kmysss disse...

Sinto esse vazio, esse estranhamento esta noite :s

http://pequenohistoriadorurbano.blogspot.com/

Aleksandro Machado - Crokup. disse...

Que texto lindo eu chorei aqui.
beijos

www.crokup.blogspot.com/

Myla disse...

Que linda poesia...
http://versosembossa.blogspot.com/

Amandita disse...

Seu blog é de uma delicadeza incrível. Não curto poesia, mas te dou os parabéns pelo bom gosto.

Italo Stauffenberg disse...

poesia ficou ótima! e sim, é bom ir dormir e pelo menos fazer as pazes com os nossos sonhos!

abraços!

http://manuscritoperdido.blogspot.com

Aécio Murillo disse...

Ana, aproveitar este espaço para lhe parabenizar, suas palavras são tão leves suaves , que penetram qualquer leitor, gostei muito do modo como vc escreve, realmente temos que seguir a estrada com amor, sempre estarei vindo ao seu blog, porq despertou muito a minha atenção, abraços . paz Sempre.

Vanessa Vieira disse...

linda poesia *-*
estou te seguindo
adorei seu blog
se puder me visitar tbm
http://comicaseironicasdaocronicas.blogspot.com/

bjooos

Bersebah disse...

Ola novamente!

Repetindo parte do que havia colocado aqui na vez anterior, seu blog transmite uma intensa sensação de paz, e tranquilidade.

É algo que acredito deveriamos buscar com mais afinco em nosso dia a dia, não desejando que o mundo ao nosso redor andasse em nossa direção, mas que nós soubessemos andar no ritmo que palpita nosso próprio mundo individual, "alimentando" nos com o que precisamos para ficar bem psicologicamente falando.

Acredito que isso tem certa relação com o texto que escreveu.

Na verdade, esse texto que fala sobre um amor, que foi..."terminado" vamos dizer, incorpora bem isso.

Eu complemento isso, dizendo que...bem...o amor não é um sentimento, que se molda, que se cria, mas algo que se pega um pouco do "ar", e incorpora em si.
Se não limitarmos ele a algo ou alguem, mas, pura e simplesmente o deixarmos fluir dentro de nós, entenderemos o que ele é, e seremos assim mais plenos, mais fortes.

Não é algo fácil. Ainda mais quando nos envolvemos com alguem, acontece mesmo o que disse, ficamos ligados a uma pessoa, e quando ela nos escapa...doi bastante.

Eu sinto que estou passando por isso(estou tendo caso com alguem...que parece não estar mais ligado em mim).
Entretanto, minha resposta, é procurar ficar firme, olhar a vida, o tempo, a mim, e me equilibrar, não me nutrir da dor, mas buscar outra coisa, focar minha atenção no que realmente desejo, que é ficar bem, sentir um sentimento puro e "sustentavel".

É um caminho que estou procurando buscar em meu dia a dia.

Obrigado pelo comentário em meu espaço mais uma vez, quando puder, não deixe de me visitar.

Um abraço

Wendel aka Bersebah

Helena Prado disse...

Ana, cade você, sumidinha da net??? Voce me faz tanta falta!!!! Bjs amada prima!!!

Ioana-Carmen disse...

Your post is beautiful! follow each other?:X

FashionSpot.ro

Guru do Metal disse...

bem legal o texto